quarta-feira, 23 de abril de 2008

Como assim, terremoto?

Como se já não bastassem ciclones no Sul, agora vai começar a ter isso? Mulher, pegue as crianças, os passaportes e entre no carro. Eu cuido das malas.

***

Sampa que me desculpe, mas sismos rolam no território brasileiro. Só que são mais brandos, e, em geral, do interior de Minas para cima, onde aquilo que rui é meia-dúzia de casebres, se tanto.

Não muito diferente do caso da menina Isabella, receio.

Um comentário:

Carolina Vigna-Marú disse...

comentando, atrasada.

a questão não é de ser ou não casebres (apesar de que uma catástrofe em SP mata muita gente).

o susto é de ser aqui, onde não há e nem estamos perto de um encontro de placas tectônicas. a explicação veio depois, um tal de tremor "intra-placa", sobre o qual nunca tinha ouvido falar.

é mais ou menos como um maremoto em belo horizonte. o susto não vai ser por ser na cidade e não na vila de pescadores, mas sim do inusitado.