quarta-feira, 11 de junho de 2008

Um Homem Sério?

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RJ, desembargador Roberto Wider, em reunião segunda-feira com 13 dirigentes de partidos políticos disse que, se forem lançados candidatos com ficha suja, eles serão impugnados pela Justiça Eleitoral.

Mesmo que apelos ao TSE sejam atendidos, o dano à imagem do candidato já terá sido feita, e ai é com o eleitor.

Sobre recorrer de uma decisão, segundo ele, "todos são independentes e devem julgar conforme a consciência. Levantamos apenas uma bandeira. Nosso objetivo é a melhoria do padrão político."

Os líderes de partido receberam a notícia com um "silêncio mortal".

UPDATE: Entrevista com o Homem Sério hoje n'O Globo, onde explica porque, apesar da decisão do TSE por 4x3 sobre a elegibilidade de quem enfrenta processo, o TRE do Rio continuará a manter sua linha sobre o assunto -- alertando aos políticos que 'festejaram' a decisão contrária não será o oba-oba (já que festejaram) que estão pensando.

3 comentários:

Roney disse...

Na minha opinião além de pessoas envolvidas em processos criminais ou éticos não poderem se candidatar a punição dos políticos que se envolve em crimes deveria ser pelo menos 3 vezes maior do que a do cidadão comum.

A pena é afiançável? Não mais! De um a cinco anos de prisão? Pelo menos de 3 a 15...

Luiz Felipe Vasques disse...

É o país do coitadinho. Acho um ABSURDO Fernando Collor de Mello poder se candidatar ao diabo que for, por exemplo!

No fundo, é tudo legislação em causa própria!

Gárgula disse...

Mas isto tudo é vendido como Democracia e o é no cerne da questão!

Na verdade o problema é que alguns torcem a máquina pública a seu bel prazer. Os prazos de punição são curtos assim como a memória do povo!