terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Cubatão, quem diria...

... em tempos de fracasso da COP-15, foi com uma certa recompensa assistir ao Cidade e Soluções, da Globonews, falando exclusivamente sobre a recuperação de Cubatão, cidade industrial entre São Paulo e Santos que tinha o inglório título de cidade mais poluída do mundo, com a própria ONU a tê-la como mau exemplo mundial.

Enquanto isso, o governo de então, dizendo que era bobagem de ambientalista, não queria baixar aquela que era a maior arrecadação do país. Claro, as crianças nascendo sem cérebro devia ser coincidência.

A Cubatão das crianças acéfalas, da explosão e incêndio de Vila Socó, dos recordes globais de poluição, ficou na História. O que apareceu foi uma cidade com 98% de redução de poluentes na atmosfera, com o verde voltando a dominar suas encostas, uma população em moradias decentes e conscientes da importância do ambiente em sua cidade, praticamente renascida das cinzas.

Um comentário:

Daniel "Gargula" Braga disse...

Muito bom saber que das cinzas surge o verde e alegra a todos, moradores ou não, que torcem pelo renascimento do bem estar geral!